A quebra de sigilo do Facebook e do WhatsApp


Que o Facebook e o WhatsApp estão integrados, todo mundo já sabe. Sobre o fato da criptografia das mensagens e o compartilhamento de dados não ser divulgado também.

Aqui no Brasil em algumas cidades, acontece o fator de alguns juízes proibirem o seu uso em determinado tempo, o que consegue trazer vários transtornos, afinal, o WhatsApp deixou de ser um aplicativo de entretenimento, ele agora serve para facilitar o trabalho de muitas pessoas.

Segundo notícias, o Facebook disse que apelar contra uma decisão tomada por um órgão regulador  na Alemanha, que disse que o aplicativo não deve mais coletar e armazenar os dados que são compartilhados pelo WhatsApp, apagando assim todas as informações que foram recebidas.

1411997586

Alguns órgãos de proteção de dados e informação afirmaram que o Facebook e o WhatsApp estão em sincronização nessa quebra de sigilo, onde depois da unificação das marcas, a tentativa era de não sincronizar dados, porém, não é o que está acontecendo.

Segundo especialistas, isso não é apenas uma enganação para os usuários dos aplicativos, mas também um desrespeito a constituição que protege os dados nacionais.

Segundo o Facebook, essa lei não foi descumprida e que irão recorrer a esse processo instaurado, usando da lei para provar a regularidade das coisas. Conforme opinião de especialistas o Facebook e o WhatsApp deveriam trabalhar separadamente, obedecendo os termos de privacidade de cada um.

Conforme dito, isso ainda levará tempo até a empresa de Zuckenberg recorrer aos seus direitos, enquanto isso, o rumor de que os dados estão sendo compartilhados, fica no ar.

O que você acha disso? Acha que o Facebook/WhatsApp realmente mantém o sigilo das coisas corretamente? Acreditam que dá para confiar que nenhuma autoridade ou empresa especialista não anda lendo suas mensagens que são ditas como criptografadas além do próprio Status WhatsApp? Não esqueça de compartilhar a sua opinião com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *